Friday, February 28

Toronto (e Montreal), Canada

A very special trip...
To a place really cold! Essa viagem aconteceu com o propósito de REENCONTRO. Uma ideia que saiu da cabeça do Mike durante um Skype com minha mãe. 
Eu renovei o segundo ano como Au Pair na certeza de que iria receber a visita da minha mãe e irmão aqui nos EUA e por isso nem passou pela minha cabeça ir ao Brasil nas férias do primeiro ano. Canadá também nunca foi um sonho, mas minha host family havia me pedido para tirar o visto canadense para atravessarmos a fronteira na nossa viagem para Buffalo e poder visitar a Niagara Falls dos 2 lados. Porém, o visto não ficou pronto a tempo e acabei vendo a cachoeira apenas pelo lado americano mesmo. Enfim, os vistos americanos da minha mãe e irmão foram negados; minha mãe até tentou uma segunda vez mas nada adiantou... 
Foi então que no fim do ano eu e o Mike começamos a planejar de ir passarmos o natal no Canadá já que meu visto estava pronto. Fui contar pra minha mãe e ela achou super bacana que eu ia conhecer outro paísFoi então que o Mike perguntou se minha mãe poderia entrar no Canadá já que lá é outro país. E a partir daí todos ficamos muito animados porque descobrimos uma maneira de nos vermos! (já que eu aceitei ficar nos EUA por mais uns meses) Minha mãe e irmão foram tirar o visto canadense, mas só o dela foi aprovado... Depois escolhemos a semana, compramos as passagens, reservamos o hotel e contamos os dias!
Na segunda-feira à noite, minha mãe embarcou de São Paulo rumo à Toronto. O voo dela pela Air Canada custou 2 mil reais e não teve escalas. 
Quando o avião dela aterrizou lá (já terça-feira), o meu levantou voo saindo de New York com o mesmo destino. Meu voo também da Air Canada sem escala custou 200 dólares.
Primeira foto juntas (no táxi)
Por volta das 9am nos encontramos na sala de espera do aeroporto!!! Ela estava sentadinha bem de frente para a porta que assim que se abriu saí correndo para abraça-la ^^
Custa 60$ um táxi do aeroporto YYZ até o Ramada Plaza Hotel onde passamos a semana por 700$ (num quarto para 4 people lol)
Assim que fizemos o check in no hotel desfizemos nossas malas e a da minha mãe estava cheia de surpresinhas para mim *-* Bis, Trakinas, Pijaminha, Bikini, Bijus... quase não coube nas minhas malas hehe #ameitudomãe
Na nossa programação, iríamos ao Outlet Vaughan Mills, mas como é um pouco afastado da downtown o táxi ficaria caro já que havíamos perdido os shuttles...

Só que para nossa sorte, ou melhor, para a sorte da minha mãe, no shopping super chique Eaton Centre, a loja Sears estava sendo fechada e todas as roupas femininas estavam com 70% de desconto!
Depois de passarmos horas escolhendo roupas pra minha mãe, nós fomos até o Nathan Phillips Square conhecer o Old e o New City Hall. Uma pista de patinação no gelo é 'montada' lá todo inverno e realmente esse lugar é um ponto turístico que não pode se deixar de visitar!
StreetCar
Quarta-feira amanheceu nevando e nós fomos tomar café da manhã no Tim Hortons, bem tradicional no Canadá, tem um em quase toda esquina.
Também passamos em frente ao Maple Leaf Gardens (até almoçamos lá outro dia). E depois fomos no Yonge - Dundas Square que fica no cruzamento dessas duas ruas, as mais famosas de lá e onde o shopping chique fica bem em frente.
olha o tanto de roupas que ela comprou
Adivinha onde fomos? No shopping de novo! Passamos na loja Victoria's Secret para comprar presentinhos para os parentes e amigos do Brasil :)
Na quarta a noite fomos no Art Gallery of Ontario e de graça!
De lá pudemos avistar a CN Tower iluminada!
Na saída paramos no Panera Bread para minha sopa favorita e voltamos ao hotel para descansarmos um pouco já que nosso ônibus saía para Montreal meia noite... Fomos de MegaBus e a rodoviária fica na esquina da Bay com a Edward (atrás do shopping e new city hall). Por 150$ nós duas fomos e voltamos de Montreal que para quem não sabe tem uma distância de mais ou menos 6 horas dirigindo de Toronto. Dormimos o caminho todo, claro, e chegamos em Montreal para o café da manhã, em Francês!
Gente, que graça de lugar... Nada americanizado, me senti realmente como se estivesse em outro país! As pessoas nos comércios falam inglês, mas primeiro eles te recepcionam com um Bonjour, ou Oui =]
Da rodoviária, andamos uns 15min até chegarmos na Rue Saint Paul e subir até nosso primeiro ponto, a catedral Notre DameEm francês se diz Basilique Notre-Dame e é uma igreja super famosa dos anos 1800... Linda, cheia de detalhes, adoramos.
Paga-se 10$
para entrar!

O segundo lugar foi o museu Pointe-à-Callière, mas só do lado de fora porque ainda estava fechado.

A minha mãe não se
aguentava com tanta neve!
Logo ali em frente já está o Old Port, a água toda congelada, claro. Aliás, foi nessa hora que sentimos o maior frio de toda nossas vidas, ainda era de manhã e por estarmos ao lado da água e com a temperatura -25ºC =0 Corremos para um táxi!


Habitat 67




O taxista não falava inglês, mas conseguiu nos entender em espanfranhol haha Ficou 25$ para irmos até o Biodôme de Montréal que é ao lado do complexo olímpico que estava fechado para reforma...

os pinguïns são a atração! 

Amamos o lugar, valeu muito à pena (e era quentinho lá dentro!). Tinha uma excursão de alguma escola por lá e foi muito bonitinho escutar todas aquelas crianças falando em francês...
A moça super simpática de lá nos ajudou como pegar o metrô já que tinha uma estação bem ali; e então fomos ao Parc Jean Drapeau para minha mãe realizar o sonho de brincar na neve!
Ela até tentou fazer um boneco de neve haha e lógico, não podia faltar o anjinho na neve =)
Depois de cansar de tanta neve, nós fomos ao Atrium - Le 1000.
Tem uma pista de patinação linda lá e vários restaurantes ao redor onde comemos comida Tailandesa.
Como a rodoviária era ali do lado e já que minha mãe não quis patinar no gelo até porque estávamos mortas de cansadas, resolvemos pegar o ônibus que saiu às 17h30 e só chegou em Toronto quase meia noite... 
Gostamos muito de Montreal e apesar de todo aquele intenso frio, foi muito bom termos ido até lá :]
O dia seguinte foi lógico, de descanso... dormimos até bem tarde e depois resolvemos sair pra almoçar e irmos visitar o Royal Ontario Museum porque o prédio dele é um super ponto turístico e realmente super interessante!


Para chegarmos até o museu, fomos caminhando mesmo do hotel (ao norte) e nós passamos pelo Queen's Park e pela Universidade de Toronto, além de conseguirmos avistar a Casa Loma... prédios lindos e lugares, que mesmo com a paisagem morta de inverno, são encantadores.
Nosso sábado foi de completo luto... acordamos com a triste notícia do falecimento da minha avó, mãe da minha mãe, e não preciso nem dizer que o dia foi realmente muito difícil :'(
(o Mike estava com a passagem comprada para passar o fim de semana com a gente, conhecer minha mãe... mas, decidimos que não seria um bom tempo)
Porém no domingo, amanhecemos um tantinho renovadas e achamos melhor não desistirmos dos nossos passeios e criamos forças para sair do hotel pra irmos até o St. Lawrence Market, lá é como o Mercadão de São Paulo, resolvemos tomar café da manhã por lá... só não sabíamos que o lugar não é aberto aos domingos...
Ali ao lado fica o Flatiron Building, um prédio super estreito no meio de uma pracinha.
Nos fundos do prédio tem uma pintura bem divertida, parece um tecido rasgado.
Andando mais um quarteirão, encontramos o Hockey Hall of Fame e fomos procurar o PATH, um shopping subterrâneo. Enorme e muito interessante, mas todas as lojas estavam fechadas...
A próxima parada foi a Union Station Rail que lembra muito o Grand Central de NY.
De lá descemos até o Harbourfront Centre, mais um lugar que mesmo no inverno precisa ser visitado. Todo o cais estava congelado por causa de tanta neve e claro que nenhum passeio de barco acontece durante o inverno, mas mesmo com o frio fizemos de tudo para aproveitarmos nossa visita ao local.




Também bem próximo dali fica, acredito que o mais popular ponto de referência de Toronto, a CN tower. Tem um aquário ali do lado e o Rogers Centre do outro, além do famoso restaurante 360º. Bom, como estava nevando e como vocês podem perceber pelas fotos, o dia estava com muita neblina, não íamos ter uma vista bonita de lá de cima... portanto acabamos decidindo por não subir mesmo. Saindo de lá, a intenção era pegar um StreetCar na Spadina Ave para voltarmos pro hotel. Mas nem todas as linhas estavam funcionando por causa de tanta neve, assim fomos andando por toda a Spadina e foi até bom porque atravessamos pela Chinatown. -.-
O dia seguinte já era o último... segunda-feira de novo mas nossos voos eram só a noite e o check out do hotel de manhã. Foi então que tivemos a idea de deixarmos nossas bagagens na recepção do hotel e pegar um ônibus para visitarmos a Niagara Falls. Com pouco mais de 1h30min chegamos em Niagara-on-the-lake e caminhamos até a cachoeira famosa que fica na divisa do Canadá com os EUA e que por causa do winter, estava quase toda congelada!
No fim da tarde já estávamos de volta ao hotel pegando um táxi ao aeroporto... Dar o abraço de despedida sem dúvidas não foi a melhor parte, mas dizer "te vejo em 4 meses" foi muito gostoso! *-*
Chegando em NY

PS1: Agora que terminei o post, quero deixar aqui o link do blog da Gaby, que mora no Canadá e sempre posta dicas incríveis de lugares e tudo o mais sobre lá. Confesso que o blog dela me ajudou bastante na hora de selecionar alguns lugares que visitei :) gabynocanada.com (no Mike, Gaby is not against Canada, she actually loves it... the word "NO" in Portuguese means "IN" 'Gaby IN Canada, not Gaby NÃO Canadá! haha) {sim, ele me fez esse comentário, raxei, e precisei por aqui!}  
PS2: Algumas meninas me perguntaram como fiz para tirar meu visto canadense. Tem 2 opções; online ou mail. Eu escolhi a segunda porque não quis ficar escaneando os documentos. Nesse link baixe os applications
Clique na foto para visualizar (pela checklistquais documentos e apps eu usei. Eu paguei 75U$ para o visto de turista de 1 entrada, não sei se o valor aumentou. Também é interessante pedir para a host family escrever uma cartinha dizendo que você é Au Pair deles e está indo viajar e tal, e também é legal anexar um extrato da sua conta bancária daqui como prova de endereço e $. O pagamento da taxa é feito em qualquer banco como "personal money order". Depois de ter as fotos, os apps impressos e assinados, o 'check'... Sem marcar hora, é só comparecer no consulado canadense, não é entrevista, só entregar tudo (+ um envelope "Express Mail" e um selo de 20$) e dizer o motivo pelo qual quer o visto. Em 15 dias você recebe seu passaporte com o visto! Lembrando que sou Au Pair em NY. Minha mãe preferiu pagar um despachante para ajudar com o dela no Brasil por ser um pouco diferente, mas digitando no google 'como tirar o visto canadense' dá pra achar o passo-a-passo e seguir tranquilo. É isso, se precisarem de ajuda para mais detalhes ou perguntem nos comentários ou me enviem e-mail mesmo. Canadá se tornou memorável!